Conseguir utilizar lentes de contato não é uma tarefa fácil, né? Se você alguma vez já pensou em substituir seus óculos por lentes de contato, deve ter parado para pensar no processo de adaptação.

Muitas pessoas apostam nas lentes de contato como uma saída para não precisar utilizar óculos, tanto por motivos pessoais quanto profissionais. No entanto, utilizá-las requer uma série de cuidados.

Apesar de muita gente não conseguir se adequar às lentes de contato, já lhe adianto que a adaptação pode ser tranquila, caso você siga todos as recomendações do seu oftalmologista (algumas delas apresentamos nesse artigo!).

Lentes de Contato: a adaptação é mais tranquila do que você pensa

Para começar a utilizar lentes de contato, marque uma consulta com um oftalmologista de confiança.

A princípio, o médico fará alguns testes para saber qual o tipo de lente é compatível com o seu olho (rígidas, gelatinosas, terapêuticas, multifocais, tóricas, etc).

O teste pode incluir, inclusive, a utilização de um par de lentes para observação laboratorial por algumas horas, dessa maneira você poderá sentir como será o processo de adaptação e ver se vale a pena seguir em frente.

O oftalmologista também lhe ensinará todo o processo de colocação e retirada das lentes de contato.

No processo de adaptação é preciso seguir à risca o que o médico lhe disse e isso pode incluir até uma redinha de proteção para a lente não cair no ralo da sua pia.

Podemos adiantar que, em teoria, o ideal é você não sentir as lentes no seus olhos, se elas lhe incomodarem é porque foram colocadas de maneira errada (algumas lentes inclusive têm o lado certo e são desenvolvidas para um olho em específico).

É importante assinalar, que as lentes rígidas tendem a ter um processo de adaptação pior, por isso verifique com o seu médico se o uso delas é realmente necessário.

Higiene nunca é demais pra se adequar com as lentes de contato

A melhor forma de se adequar ao uso de lentes de contato é manter o padrão mínimo de higiene. E isso vale não só para lentes, né?

Brincadeiras à parte, saiba que nas primeiras semanas é essencial criar uma rotina para colocá-las e tirá-las e seguir algumas dicas indispensáveis de higiene e que pontuamos abaixo:

  • Lave muito bem as mãos antes de manusear as lentes;
  • Nunca utilize saliva para limpar as lentes, a boca é um dos locais com maior quantidade de bactérias no corpo, então a saliva não é uma opção. Para limpeza use sempre soro fisiológico e o líquido de limpar lentes;
  • Não utilize lentes vencidas e atente-se para o tempo de reutilização de um mesmo par, pois existem lentes de troca anual, mensal e até diária;
  • Não ultrapasse o limite de uso diário, afinal seus olhos precisam descansar também. O uso recomendado é de 12 horas diárias diretas por dia, o que já é bastante, não?
  • Sempre leve com você os óculos e o potinho de guardar lentes, caso alguma delas caia, recolha-a e coloque no potinho, nunca devolva aos olhos.
  • Jamais durma com as lentes, além delas causarem ressecamento dos olhos, podem gerar inflamações e são conhecidos casos de lentes que simplesmente grudaram nos olhos;

E, para finalizar, o colírio lubrificante é o seu melhor amigo! Inclua-o nos itens que você carrega diariamente e mantenha sempre seus olhos lubrificados com ou sem lentes de contato.

Com essas dicas é certo de que você terá uma boa adaptação e daqui um tempo nem lembrará mais como era sua vida antes das lentes de contato.